You are currently viewing Com áudio falso, vídeo engana ao sugerir que ex-governador humilhou Lula e elogiou Bolsonaro – 21/07/2022 – Poder


Não é verdade que o ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho tenha “envergonhado” Lula ao falar da obra de transposição do rio São Francisco. Diversas versões do mesmo vídeo, em que Coutinho fala e gesticula em direção a Lula em um palco, circulam no TikTok, mas com o áudio adulterado. Como é possível ver em uma transmissão do evento, ocorrido em março de 2017, o então governador da Paraíba discursa em tom de agradecimento a Lula e ao PT.

O áudio inserido no vídeo e verificado pelo Projeto Comprova foi gravado por um apoiador de Jair Bolsonaro para exaltar o trabalho do atual presidente na obra da transposição, e postado no TikTok em abril de 2022. A partir de uma ferramenta disponível na própria rede social, é possível que um usuário compartilhe um vídeo removendo seu áudio original e o substituindo pelo áudio de outro conteúdo que já tenha sido postado na rede. Foi isso que aconteceu com o vídeo aqui analisado.

Nos comentários da postagem é possível verificar que parte dos usuários interpretou o conteúdo como sátira, enquanto outros fazem elogios ao presidente Jair Bolsonaro e à fala falsamente atribuída a Coutinho.

Embora o perfil que postou o vídeo se descreva como de “sátira e memes”, a maior parte dos conteúdos publicados é de apoio e propaganda do presidente Bolsonaro, e não apenas de humor. Assim, o post foi classificado como falso, que, para o Comprova, é o conteúdo que sofreu edições para mudar o seu significado original e divulgado de modo deliberado para espalhar uma falsidade.

Alcance da publicação

A versão do vídeo aqui analisado somava, até o dia 19 de julho, mais de 5,5 milhões de visualizações, 148,5 mil curtidas, 95,3 mil compartilhamentos e 9,6 mil comentários no TikTok.

O que diz o autor

Não foi possível entrar em contato com o perfil do TikTok que fez a publicação, uma vez que a rede social não permite o envio de mensagens entre perfis que não se seguem mutuamente. A reportagem não conseguiu localizar perfis com o mesmo nome em outras redes sociais.

Como verificamos

Ao assistir ao vídeo, primeiro, selecionamos a opção “som original”, dentro do TikTok, para consultar qual a origem do áudio que estava sobreposto ao vídeo analisado.

Para verificar a origem do vídeo, pesquisamos no Google por “Lula evento transposição rio São Francisco”. Um dos resultados indica uma reportagem da GloboNews, de março de 2017, em que Lula aparece com a mesma roupa que ele está usando no vídeo aqui analisado. A busca no Google ainda levou a checagens produzidas pelo Estadão e pela AFP Brasil sobre o mesmo tema.

De acordo com a reportagem da GloboNews, o evento aconteceu na Paraíba, reuniu diversos políticos ligados ao PT e foi chamado pelo partido de “inauguração popular da transposição do rio São Francisco”. Ao buscar por “inauguração popular da transposição do rio São Francisco”, também no Google, foi possível encontrar uma publicação da transmissão ao vivo do evento.

Áudio sobreposto

Na postagem é possível verificar que o áudio não faz parte do vídeo que está sendo exibido. O próprio TikTok mostra isso na ferramenta “som original”. Ao clicar nela, o aplicativo redireciona para o perfil de quem gravou a voz originalmente, e que foi sobreposta no vídeo. O áudio original foi postado pelo perfil @josafa833 no dia 9 de abril de 2022, com a legenda “A verdade sobre a transposição do rio São Francisco”. Ainda está escrito dentro do vídeo: “Poeta Baiano faz o Brasil chorar com a poesia da transposição das águas do rio São Francisco para o Nordeste”.

Neste vídeo, o usuário do TikTok declama uma poesia de pouco mais de dois minutos para exaltar o trabalho de Jair Bolsonaro na obra de transposição e criticar o das gestões anteriores do governo federal. O trecho que é sobreposto à voz do governador Ricardo Coutinho é: “No canal do São Francisco, na velha transposição, passava só a poeira, junto com a ilusão, durante 16 anos de uma corrupta gestão. O sonho do sertanejo era só decepção. Do canal todo quebrado, o dinheiro evaporou. Orçado em 4 bilhões e com 10 não terminou. Para a sorte dos nordestinos, o Bolsonaro chegou.”

Conforme mostrou checagem do Estadão sobre o tema, em julho de 2020 o senador Flávio Bolsonaro (PL) compartilhou um vídeo em que a mesma pessoa declama esse poema. O presidente Bolsonaro também compartilhou o áudio desse poema em um vídeo postado no seu perfil do Facebook, em agosto de 2020.

Contexto do vídeo

O evento “Inauguração popular da transposição do rio São Francisco” foi promovido pelo PT em 19 de março de 2017, na cidade de Monteiro, na Paraíba. Foi uma inauguração simbólica do eixo leste da obra de transposição, que havia sido inaugurado oficialmente pelo então presidente Michel Temer dez dias antes.

Na transmissão ao vivo do canal TVT é possível ver que, além de Lula, o evento contou com a participação da ex-presidente Dilma Rousseff, da deputada federal Gleisi Hoffmann, do ex-senador Lindbergh Farias (todos do PT) e do então governador da Paraíba Ricardo Coutinho (na época no PSB).

Coutinho começa a falar com 34 minutos e 24 segundos da transmissão da TVT. Ele inicia sua fala criticando o andamento da Operação Lava Jato e o processo de impeachment contra Dilma Rousseff. Em seguida, o ex-governador elogia o governo de Lula na presidência, exalta a importância da obra da transposição do rio São Francisco e agradece o papel de Lula e Dilma no empreendimento.

Conforme checagem da AFP sobre o tema também indicou, a partir do movimento corporal do então governador Ricardo Coutinho é possível observar que o trecho da transmissão que foi usado na postagem tem início em 44 minutos e 21 segundos. Nele, Coutinho diz: “Este país e esta região, tão sofrida, ao longo de tantos anos, volta a trilhar o seu caminho de prosperidade. O que essas águas farão, como as águas do eixo Norte, Jeová, elas trarão uma coisa que é fundamental”. Na sequência, ele fala das oportunidades que a população da região passarão a ter com a chegada das águas do São Francisco e encerra sua fala, sem fazer qualquer crítica a Lula ou exaltação a Bolsonaro, que na época sequer era o presidente.

Obra

Dividida em dois eixos (norte e leste), a obra de transposição do rio São Francisco começou em 2007 e passou pelos governos de Lula, Dilma, Temer e Bolsonaro. Conforme mostrou checagem recente do Comprova, existem indicadores diferentes a respeito do quanto foi efetivamente feito por cada gestão ao longo desses anos, o que frequentemente gera disputa pela “paternidade” da obra.

Relatório de 2016 do, hoje extinto, Ministério da Integração Nacional apontou que naquele ano os eixos norte e leste apresentavam 84,4% e 87,7% de suas estruturas físicas concluídas. Em março de 2017, Temer inaugurou o eixo leste da transposição e, em novembro daquele ano, o Ministério da Integração divulgou que as obras no eixo Norte estavam 92,5% concluídas.

A atual gestão do Ministério do Desenvolvimento Regional, que é a responsável pela obra hoje, contudo, contesta esses percentuais. Em resposta ao Comprova no último mês de maio, a pasta afirmou que trechos antes dados como concluídos tiveram que passar por reformas e que a base de cálculo das porcentagens concluídas pelas gestões anteriores é diferente da atual. Segundo o ministério, a extensão total da obra foi ampliada pelo governo Bolsonaro, aumentando de 477 para 699 km, com a adição dos Ramais Agreste, Apodi e Salgado, conforme previa o projeto original da transposição.

Versões parecidas

No mesmo perfil do TikTok estão postadas outras versões do mesmo vídeo, com áudios diferentes, mas sempre sugerindo a ideia de que Lula foi “humilhado”. Em uma delas, a fala do ex-governador da Paraíba é substituída por um outro trecho do poema gravado pelo perfil @josafa833, sempre com palavras de apoio ao presidente Bolsonaro e exaltando seu papel na obra da transposição.

Em outras versões do vídeo, a fala é substituída por um poema gravado pelo mesmo usuário em que ele exalta as recentes medidas de transferência de renda tomadas pelo governo federal, como o vale-gás de R$ 120 e o aumento do valor mínimo do auxílio Brasil de R$ 400 para R$ 600.

Há ainda uma outra versão, que também circula no TikTok, em que a voz do governador Ricardo Coutinho é substituída por um trecho do discurso de Geraldo Alckmin (PSB), durante evento da sua posse como presidente do PSDB (seu antigo partido), em 2017. Alckmin foi o candidato da sigla na disputa presidencial de 2018 e, durante essa fala, ele diz que Lula “quebrou o Brasil” e que sua tentativa de voltar à presidência significava que ele queria “voltar à cena do crime”. Hoje, Geraldo Alckmin é candidato a vice na chapa com Lula.

Por que investigamos?

O Comprova investiga conteúdos suspeitos que viralizaram nas redes sociais sobre a pandemia, políticas públicas do governo federal e eleições presidenciais. A transposição do rio São Francisco tem seu legado disputado por dois dos principais presidenciáveis na corrida eleitoral (Lula e Bolsonaro), e informações falsas ou enganosas sobre o empreendimento podem influenciar na escolha do eleitor.

Além disso, informações falsas a respeito de ataques ou falas de políticos direcionadas a outras autoridades, como é o caso da falsa “humilhação” sofrida por Lula no vídeo aqui analisado, também podem influenciar a imagem construída pelos eleitores sobre os candidatos. A decisão sobre o candidato deve ser tomada com base em informações verdadeiras e confiáveis.

O Comprova já publicou diversos conteúdos a respeito da transposição do rio São Francisco, como a verificação de que comparações enganosas com fotos de trechos da transposição tentaram exaltar Bolsonaro.

A investigação desse conteúdo foi feita por piauí e imirante.com e publicada em 19 de julho pelo Projeto Comprova, coalizão que reúne 42 veículos na checagem de conteúdos virais. Foi verificada por Folha, Jornal do Commercio, CNN Brasil, O Popular, Nexo, UOL, Estadão, Correio Braziliense, Plural Curitiba, O Povo, Metrópoles, A Gazeta, SBT e SBT News.



Source link

Deixe um comentário