You are currently viewing Patrimônios declarados de Lula e Alckmin caem em relação de 2018


Registrados no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) neste sábado (6) para a campanha presidencial, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Geraldo Alckmin (PSB) declararam patrimônios em valores menores do que os da campanha anterior, em 2018. O petista informou possuir R$ 7,42 milhões, enquanto o ex-governador de São Paulo relatou patrimônio de pouco mais de R$ 1 milhão.

Ambos haviam declarado valores maiores no último pleito. Lula, que foi impedido de concorrer devido à Lei da Ficha Limpa, registrou naquele ano um patrimônio de R$ 7,98 milhões (o que significa queda de 7% em relação a este ano). Já a declaração de Alckmin caiu 27% em relação a 2018, quando havia sido de R$ 1,37 milhão.

Quem são os candidatos à Presidência mais ricos? Entre os sete presidenciáveis já inscritos na Justiça Eleitoral, Lula é o terceiro mais rico. À frente dele estão Felipe D’Ávila (Novo), que informou patrimônio de R$ 24,6 milhões, e Pablo Marçal (Pros), com R$ 16,94 milhões.

O presidente Jair Bolsonaro (PL), que em 2018 informou um valor de R$ 2,28 milhões, ainda não registrou a candidatura neste ano.

Quais os bens declarados por Lula? Segundo a informação prestada ao TSE, o patrimônio de Lula é proveniente de 23 fontes. A principal é um plano de previdência privada no modelo VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre), que soma R$ 5,57 milhões.

Há também três apartamentos, três terrenos, dois veículos e uma construção, além de valores em dinheiro, como aplicações e investimentos.

A oscilação nos bens de Lula entre 2018 e 2022 é decorrente especialmente de uma queda no valor do VGBL, que havia sido declarado em R$ 6,30 milhões na eleição passada.

Qual a composição dos bens de Alckmin? O patrimônio do vice de Lula é constituído de sete fontes. A maior delas é um apartamento de R$ 323,8 mil, seguido de um VGBL de R$ 314,8 mil e um fundo de investimentos de R$ 172 mil.

Patrimônio de Simone Tebet (MDB-MS) cresceu: A senadora —que vem aparecendo em quarto lugar nas pesquisas de intenção de voto— também registrou hoje sua candidatura.

Ao contrário de Lula e Alckmin, ela teve um aumento de patrimônio em relação à última declaração: quando concorreu ao Senado, em 2014, ela havia informado um patrimônio de R$ 1,57 milhão. Para o pleito atual, oito anos depois, o valor subiu 47%, chegando a R$ 2,32 milhões.





Source link

Deixe um comentário