You are currently viewing Zelensky posa para Vogue e é atacado nas redes por espetacularizar a guerra – 28/07/2022


O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, está sendo criticando de “espetacularização da guerra” após posar ao lado da esposa, Olena Zelenska, para a revista de moda “Vogue” em meio ao conflito do país com a Rússia. Olena será a capa de outubro da edição norte-americana da revista.

Nas fotos e filmagens, Zelensky aparece de mãos dadas e ao lado da esposa e chega a sorrir em um vídeo. Já Olena posa próximo a soldados, perto de barricadas de areia na residência oficial do governo ucraniano, ao lado de um avião destruído e com o marido. A matéria foi feita pessoalmente na capital Kiev pela jornalista Rachel Donadio neste mês. As fotos foram tiradas pela fotógrafa estadunidense Annie Leibovitz.

A reportagem digital, com o título “Retrato de coragem: a primeira-dama da Ucrânia, Olena Zelenska”, divulgada ontem no site da Vogue, aborda a relação de Zelensky com Olena e também a situação da guerra no país.

“O lar também é a linha de frente. (…) Posso fazer isso [ficar na Ucrânia] por uma parte do nosso povo, por uma parte significativa. (…) Mas para mulheres e crianças, minha esposa estar aqui é um exemplo. Acredito que ela desempenha um papel muito poderoso para a Ucrânia, para nossas famílias e para nossas mulheres.”

Na entrevista, Zelensky voltou a pedir que todos os países apoiem a Ucrânia e minimizou as alegações da importância do gás russo para a geração de energia na Europa.

“Serei muito honesto e talvez não muito diplomático: o gás não é nada. Covid, mesmo a Covid não é nada quando comparada com o que está acontecendo na Ucrânia. (…) Apenas tente imaginar o que estou falando acontecendo com sua casa, com seu país. Você ainda estaria pensando em preços de gás ou preços de eletricidade?”, disparou.

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, ao lado da esposa, Olena Zelenska, na revista de moda 'Vogue' - REPRODUÇÃO/VOGUE/ANNIE LEIBOVITZ - REPRODUÇÃO/VOGUE/ANNIE LEIBOVITZ

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, ao lado da esposa, Olena Zelenska, na revista de moda ‘Vogue’

Imagem: REPRODUÇÃO/VOGUE/ANNIE LEIBOVITZ

O presidente ucraniano também disse se preocupar com a sua esposa e os dois filhos que têm com Olena.

“Como qualquer homem comum tenho me preocupado muito com eles [família], com sua segurança. Eu não queria que eles fossem colocados em perigo. (…) Não é sobre romance. É sobre horrores que estavam acontecendo aqui na periferia de Kiev e todos aqueles horrores que estão acontecendo agora em nosso país, em territórios ocupados. (…) Mas é claro que estou sentindo falta deles. Eu queria tanto abraçá-los. Eu queria poder tocá-los.”

Ele acrescentou dizendo ter orgulho da esposa.

Ela tem uma personalidade forte para começar. E provavelmente ela é mais forte do que pensava que era. E essa guerra… bem, qualquer guerra provavelmente trará qualidades que você nunca imaginou ter. (…) Claro que ela é meu amor. Mas ela é minha maior amiga. (…) Olena é realmente minha melhor amiga. Ela também é patriota e ama profundamente a Ucrânia. É verdade. E ela é uma excelente mãe. Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia, à Vogue

Olena Zelenska, primeira-dama da Ucrânia, posa para a capa da revista de moda 'Vogue' - REPRODUÇÃO/INSTAGRAM/VOGUE/ANNIE LEIBOVITZ - REPRODUÇÃO/INSTAGRAM/VOGUE/ANNIE LEIBOVITZ

Olena Zelenska, primeira-dama da Ucrânia, posa para a capa da revista de moda ‘Vogue’

Imagem: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM/VOGUE/ANNIE LEIBOVITZ

Entrevista de Olena

Na entrevista à Vogue, Olena declarou que os últimos meses foram os piores de sua vida, mas não tem dúvida que o país sairá vencedor do conflito.

“Estes foram os meses mais horríveis da minha vida e da vida de todos os ucranianos. (…) Francamente, acho que ninguém está ciente de como conseguimos lidar emocionalmente. (…) Estamos ansiosos pela vitória. Não temos dúvidas de que venceremos. E é isso que nos mantém em movimento.”

A primeira-dama também disse que essa é uma “guerra de extermínio” contra o povo ucraniano. “Nas primeiras semanas após o início da guerra ficamos chocados. Depois de Bucha entendemos que era uma guerra destinada a exterminar a todos nós. Uma guerra de extermínio.”

Ela ressaltou que não pensa que após a invasão, o marido, ela e os seus filhos tornaram-se alvos da Rússia. “Não posso pensar nisso muito a sério, porque senão ficaria paranoica.

Críticas

Nas redes sociais, o casal e a revista foram criticados por “espetacularizar a guerra” com o conteúdo.

Enquanto estiver na guerra, faça uma pose”, escreveu um internauta no Instagram.

Um vídeo com gravações dos bastidores da entrevista e das fotografias (veja abaixo) também recebeu comentários críticos à Olena e Zelesky. O casal chega a rir em uma das filmagens ao lado da fotógrafa.

“Uau, eles tiveram tempo para fazer isso no meio da guerra. Impressionante”, escreveu uma pessoa.

Muito interessante que, no meio da guerra, o presidente e sua esposa encontraram tempo para se arrumar, serem mimados com maquiagem e cabelo para serem entrevistados e fotografados. As notícias falam que as pessoas estão morrendo? Internauta critica Zelensky e Olena pela entrevista à Vogue

“Você está realmente tirando sarro das pessoas que sofrem neste mundo? Sério. Sim, principalmente cidadãos ucranianos que vão sofrer por muito tempo agora. E russos e seus vizinhos etc? Não estamos em um filme Vogue!!!”

“Posando para sessão de fotos enquanto seu povo está morrendo e seu país está em chamas…”, comentou outra pessoa.

Em outra imagem compartilhada pela Vogue, Olena posa ao lado de soldados armados na capital Kiev.

“Romantizando a guerra, não é, Vogue”, comentou um perfil. “Você decidiu tirar uma foto para uma revista de moda e escolheu a guerra (e suas consequências) como plano de fundo para a foto??? VERDADE???”

“Zelensky tem feito um trabalho espetacular em derrotar os russos na guerra de informação. Sessão fotográfica em tempos de guerra para a Vogue: uma ideia péssima”, tuitou Ian Bremmer, cientista político, presidente do Grupo Eurasia, uma empresa que faz pesquisas e consultorias de riscos geopolíticos.

Após ser questionado pelos seguidores, Bremmer completou: “Eu gosto da capa. Só não acho que o presidente deveria ter participado”.





Source link

Deixe um comentário